ACESSO RÁPIDO

logo-menu

 

Contatos

(15) 3033.5261
(15) 97401.5919
contato@omelhorsite.com.br

 

[]
1 Step 1
Nome
Assunto
Telefone
Mensagem
0 /
Previous
Next

#3in1 - Conheça as vantagens do Pokémon GO que você não sabia!
349018
post-template-default,single,single-post,postid-349018,single-format-standard,eltd-cpt-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,moose-ver-1.7, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,side_menu_slide_with_content,width_370,blog_installed,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1,vc_responsive
 

NOTÍCIA – Pokémon GO – Conscientização, Shopping-Ginásio e a Busca por Empregos

ONG usa Pokémon GO para conscientizar sobre desaparecidos

Missing People

Missing People: cartazes com rostos e nomes de pessoas desaparecidas foram criadas utilizando a identidade visual do jogo, para chamar a atenção dos fãs

Pokémon GO é indiscutivelmente a febre do momento na internet. É fácil encontrar imagens dos personagens que ficaram famosos durante os anos 1990 estão por toda parte nas redes sociais.

 

Nem tão simples assim é a busca por pessoas desaparecidas. Por isso, a ONG britânica Missing People resolveu aproveitar o sucesso do game para chamar a atenção e tentar engajar os jogadores na busca por mais que apenas Pokémons.

 

A organização, que ajuda na procura por pessoas desaparecidas e presta assistência a amigos e familiares, inaugurou a ação durante um evento que reuniu cerca de quatro mil caçadores de Pokémon em Londres.

Na ocasião, cartazes com rostos e nomes de pessoas desaparecidas foram espalhados no ponto de encontro. As peças foram criadas utilizando a identidade visual do jogo, para chamar a atenção dos fãs. As fotos dos desaparecidos foram colocadas em pokebolas, ferramentas utilizadas para capturar Pokémon.

 

A ação foi criada pela BBH Barn, programa de estágio da Publicis britânica, e não se limitou ao evento. Os cartazes foram espalhados por locais de grande tráfego em Londres, onde o jogo costuma indicar a presença de pokémons a serem capturados e, consequentemente, conta com grande presença de jogadores.

 

Divulgação

Missing People

Divulgação

Missing People

 

Shopping constrói ginásio Pokémon em suas dependências.

 
Pokemon Go

Shopping: o local diz que ele se valoriza pelas 3 pokestops nas proximidades e que pretende criar eventos e brindes pokémons

Pokémon GO começou como um simples jogo e evoluiu para uma febre que tem abalado o mundo inteiro, mudando as relações, desde as sociais até as econômicas.

 

Não há como negar, quem teima em ir contra os monstrinhos entra numa batalha difícil, principalmente no comércio. Então, se o empreendimento busca encher e atrair clientes, a melhor estratégia é se aliar ao Pikachu e sua turma.

 

Foi o que fez esse Shopping Center, que infelizmente está localizado em Albany, nos Estados Unidos. Cansado com a debandada do público jovem, o Colonie Center criou uma estratégia de capturar clientes: fez seu próprio Centro Pokémon.

 

A arena é simples, tem apenas uma grande pokébola colada no chão e bandeiras. No entanto, o golpe de mestre tem atraído muita gente. O Shopping diz que ele se valoriza pelas 3 pokestops nas proximidades e que pretende criar eventos e brindes pokémons.

Pelo sucesso do jogo e da ideia, será só questão de tempo para algo semelhante ser criado no Brasil. Para incentivar futuros idealizadores e matar a curiosidade de quem curte o game, confira abaixo o vídeo de construção do ginásio:

 

 

 

Pokémon Go pode ser metáfora inspiradora na busca de emprego

 
Pessoa jogando Pokemon Go em um iPhone

Pokémon Go: jogo traz insights interessantes de carreira

São Paulo – A mentoria de um mestre Pokémon pode ser útil não só na jornada em busca dos monstrinhos do jogo Pokémon Go mas também na procura por emprego. Segundo o consultor da Page Personnel, Lucas Oggiam, o jogo pode trazer insights de carreira interessantes.

 

Confira algumas associações possíveis entre a vida de um treinador de Pokémon e a de um candidato em busca de uma oportunidade profissional.

 

 

1. Expansão da busca por oportunidades

Raramente um Pokémon vai naturalmente entrar pela sua janela sem o uso de nenhuma ferramenta de atração. Ok, pode aparecer um zubat aqui ou outro ali, mas decerto que esse monstrinho não o empolgará tanto.

 

O mesmo princípio vale para as ofertas profissionais. “Assim como aquele pokémon raro, uma oportunidade dos sonhos não vai cair no seu colo”, diz Oggiam.

 

Para além da sua rede de contatos, e de canais tradicionais de procura por emprego, saia em busca de novos canais para aumentar as chances de encontrar a oportunidade que deseja, indica o consultor.

 

2. Vigilância

 

Se um treinador de pokémons sabe a importância de fazer a sua ronda nas pokéstops para aumentar seu estoque de pokébolas ou de ovos, um profissional em busca de emprego precisa ficar atento aos canais que suas empresas-alvo usam para divulgar novas oportunidades.

 

Um profissional que more em Guarulhos e queira encontrar uma vaga de trabalho na cidade deve, segundo o consultor, monitorar as empresas da região. “Fique atento aos locais e empresas para obter mais resultados na sua busca. Ouviu dizer que vai ter uma vaga? Vá atrás para que, caso apareça mesmo, você a pegue”, diz o consultor. Persistência e insistência são virtudes úteis aos treinadores e profissionais disponíveis no mercado.

 

3. Assertividade

 

Qual pokémon vale o esforço de uma grande caminhada? Certamente haverá algum que motive um deslocamento acima da média, mas não todos. Apenas os pokémons mais desejados justificam um maior esforço. Na busca de oportunidades vale o mesmo princípio: saiba bem o que está procurando.

 

“Ter certeza do que quer e investir nisso é determinante também para a carreira profissional”, compara o consultor.

Atirar para tudo quanto é lado não funciona nem no game nem na vida profissional. “E uma hora acaba a munição”, diz Oggiam.

 

Há profissionais que se candidatam a oportunidades cuja descrição nem se deram ao trabalho de ler com atenção.

“Acontece com frequência de receber candidaturas fora do contexto da posição anunciada”, conta.

 

Além de prejudicar a reputação profissional, é uma estratégia ineficiente, segundo ele. “Se vai se expor ao mercado, tenha certeza de que faz sentido”, indica. Profissionais em mudança de carreira devem deixar essa informação bem clara no currículo para não serem confundidos com “paraquedistas profissionais”.

 

4. Rotina produtiva

 

Treinadores de pokémons motivados conectam-se com frequência, vão atrás de lugares com maior incidência de monstrinhos, interagem com amigos jogadores.

 

Em suma, investem tempo e têm uma rotina de jogo para conseguir evoluir seus pokémons e torná-los mais poderosos.

 

A atividade de procurar emprego deve ser encarada como um trabalho que toma um tempo regular da sua agenda. Buscas casuais não surtem efeito, segundo o especialista.

 

5. Informação

 

Buscar informações é uma das dicas que Nick Johnson, o primeiro jogador do mundo a capturar todos os 145 monstrinhos do Pokémon Go, dá para quem quer se tornar mestre no jogo.

 

O consultor da Page Personnel dá a mesma dica aos profissionais à procura de emprego. Estar a par das novidades na sua área de atuação e sobre a empresa para que você se candidata a uma vaga pode fazer toda a diferença em um processo seletivo.

 

Oggiam dá o exemplo de um candidato com quem teve recente contato e que antes da entrevista se preparou do jeito certo: estudou o balanço da empresa, e seus negócios, reuniu dúvidas pertinentes. “Quando ele fez as perguntas para o gestor, ele ficou encantado. O profissional, claro, foi contratado”, disse.

 

Matéria na íntegra: Exame Exame Exame >>>  Pokémon Go

×
Olá, posso te ajudar? Para entrar em contato conosco clique no ícone do whatsapp abaixo.
Menu
Navegue pelo nosso site
Visite nossas redes sociais